Banda / Membros / Marilyn Manson

Atuais:
Dan Fox
Gil Sharone
> Marilyn Manson
Paul Wiley
Twiggy Ramirez

Ex:
Andy Gerold
Chris Vrenna
Daisy Berkowitz
Fred Sablan
Gidget Gein
Ginger Fish
Jason Sutter
John 5
Madonna Wayne Gacy
Mark Chaussee
Olivia Newton Bundy
Rob Holliday
Sara Lee Lucas
Spencer Rollins
Tim Skold
Tyler Bates
Wes Borland
Zim Zum


Nome real:
Brian Hugh Warner

Data de nascimento:
05/01/1969

Local do nascimento:
Canton, Ohio

Entrou na banda em:
1989

Brian foi uma típica criança americana sem muitos problemas.
Filho de Hugh e Barbara Warner, cresceu em Ohio e estudou numa escola Cristã.
Na adolescência começou a ser fã das bandas de heavy metal da época e mesmo na escola já via a hipocrisia, alienação e preconceito das pessoas quanto à isso. Lá, queimavam discos alegando que as músicas faziam apologia ao demônio e deixavam todos perturbados dizendo sobre apocalipse e a volta de Jesus na Terra. Brian foi também aterrorizado pelo seu avô, Jack Warner. Ele via o avô diversas vezes se masturbando com revistas pornográficas no porão da causa da sua avó, Beatrice Warner. Manson o considera a pior pessoa que já passou pela Terra.

Isso foi fazendo Brian tornar-se uma pessoa diferente das outras, querendo algo a mais. Em 1988, Brian muda-se com seus pais para Fort Lauderdale, Flórida. Lá, ele conheceu Scott Putesky (Daisy Berkowitz), Stephen Bier (Madonna Wayne Gacy/Pogo), Brian Tutunick (Olivia Newton Bundy) e Perry Pandrea (Zsa Zsa Speck).

Brian trabalhou como repórter de uma revista local, chamada 25th Parallel, fazendo entrevistas com várias bandas (mas Manson não é formado em Jornalismo como muitos pensam. Apenas fez a faculdade, mas não concluiu) e viu que todas eram iguais. Então certo dia, Brian, sentindo que já não era mais aquilo, coloca os nomes "Marilyn" (Monroe. Atriz e vedete Americana) e (Charles. Serial killer) "Manson" num papel e viu que aquela junção caiu perfeitamente para ele.
Ele considera essa junção como o lado bom e o lado ruim das pessoas. Justificando que todos nós temos os dois lados.

O primeiro show da banda aconteceu na Churchill´s Hideway em Miami. Depois desse show, ele viu que realmente era aquilo que ele queria: ser aplaudido, ser ovacionado.
O primeiro show de verdade aconteceu no Reunion Room. Depois desse show, ele tirou Zsa Zsa Speck e Olivia Newton Bundy da banda. No Lugar foram chamados: Brad Stewart (Gidget Gein), Fred Streithorst Jr. (Sara Lee Lucas) e Stephen Bier (Pogo).
Anos mais tarde, Sara Lee Lucas deixa a banda e Kenneth Wilson (Ginger Fish) entra para a banda.

Em 1992, a banda chamou a atenção de Trent Reznor (líder do Nine Inch Nails) e chamou Manson para ser a primeira banda a ser produzida pelo seu selo, Nothing Records. Assim, Manson (que não era mais Marilyn Manson & the Spooky Kids) lança seu primeiro CD em 1994, intitulado "Portrait of an American Family". Gidget Gein deixa a banda para a entrada de Jeordie White (Twiggy Ramirez). Ele fez turnê pelos Estados Unidos abrindo shows do Nine Inch Nails. No ano seguinte, sai o EP "Smells Like Children" que consiste em alguns remixes das músicas do "Portrait of an American Family" e três músicas covers: Rock n´ Roll Nigger (Patti Smith), I Put A Spell on You (Screamin´ Jay Hawkins) e Sweet Dreams (Are Made of This) (Eurythmics) que veio a se tornar o maior clássico da banda até hoje.

Logo após a turnê do Smells Like Children, Manson entra em estúdio para começar as gravações do "Antichrist Svperstar".
Trent Reznor produziu o CD novamente. Além da banda (Manson, Pogo, Daisy, Ginger e Twiggy), o CD teve a participação de Danny Lohner (na época, membro do Nine Inch Nails) e Chris Vrenna (na época, membro do Nine Inch Nails também).
Daisy Berkowitz deixa a banda para a entrada de Timoth Linton (Zim Zum) que tocou na turnê Dead to the World. Turnê essa que fez com que a banda tivesse sua primeira passagem pelo Brasil, fazendo um show único no dia 8 de Setembro de 1997, na antiga casa de shows Olympia, em São Paulo.

Após uma turnê de sucesso e Manson começando a ser reconhecido/amado/odiado pelo mundo inteiro, em 1998 é lançado "Mechanical Animals" e Manson aparece com um "look" totalmente diferente do que todos estavam acostumados: Ao invés de cabelo comprido, roupas rasgadas e aparência "sombria," Manson aparece de cabelo bem mais curto vermelho, roupas extravagantes e muito mais "glam." Muitos fãs estranharam no começo mas ao mesmo tempo, Manson conseguiu atrair milhares de fãs no mundo inteiro, alcançando o auge de sua carreira.

Zim Zum só participa das gravações e deixa a banda para a entrada de John Lowery (John 5). Em 1999, quando o mundo parecia estar aos pés de Manson, um acontecimento praticamente acabou com sua carreira: O caso dos estudantes no colégio Columbine.
Manson foi acusado injustamente de ter sido o motivo dos dois alunos terem feito o tiroteio na escola. Motivado por tanta injustiça e hipocrisia, em 2000 Manson lança "Holy Wood (In the Shadow of the Valley of Death)" que foi uma espécie de resposta à todas essas acusações (Manson comenta sobre esse fato no documentário Tiros em Columbine de Michael Moore).

Em 2002, Twiggy Ramirez, o membro mais influente da banda depois de Manson, deixa a banda. No lugar entra Tim Skold.
Entre 2001 e 2002, Manson fez parte de algumas trilhas sonoras. Entre elas estavam: "A Rainha dos Condenados", "Resident Evil" e "Não É Mais Um Besteirol Americano"; filme este que fez com que Manson lançasse mais um single: "Tainted Love", cover da cantora Gloria Jones. Em 2003, Manson lança "The Golden Age of Grotesque". Um CD com várias referências à Alemanha Nazista e os artistas considerados "degenerados" e também com bastante influências burlescas, do surrealismo etc.
Na mesma época, Manson inicia as exposições de seus quadros e que continuam até hoje, pasando por vários lugares do mundo. A exposição, inclusive, já passou pelo Brasil em 2007, enquanto a banda fazia shows por aqui.

Em 2004 sai a coletânea "Lest We Forget - The Best Of", uma compilação de singles e com uma inédita: "Personal Jesus", cover da banda Depeche Mode.
Muitos fãs deram Manson como acabado ou morto. E John 5 deixa a banda para a entrada de Mark Chaussee. Mas ele só participa da turnê Against All Gods, assim como Chris Vrenna tocou bateria no lugar de Ginger Fish por estar machucado.
Na mesma época, Manson anuncia o projeto do filme "Phantasmagoria: The Visions of Lewis Carroll", baseado no dito escritor, autor do famoso livro "Alice no País das Maravilhas". O projeto continua com o lançamento indefinido.

Em 2006, Manson teve uma forte depressão e até tentou suicídio, alegando que não tinha mais motivação para fazer música, mas mesmo assim lançou uma versão da música "This is Halloween" originalmente de Danny Elfman para o re-lançamento do filme "Nightmare Before Christmas" (O Estranho Mundo de Jack) em 3D. No mesmo ano, Manson se divorcia de Dita Von Teese e começa um relacionamento com a atriz Evan Rachel Wood. Manson diz que ela foi a responsável pela volta dele à música.

Em 2007 Manson lança o tão esperado "Eat Me, Drink Me", dito pelo próprio Manson como o CD mais "emocional" e "pessoal" de sua carreira.
O CD foi basicamente feito por Manson e Skold. Pogo deixa a banda. Skold passou a ser o guitarrista e para a turnê foram chamados: Rob Holliday (baixo) e Chris Vrenna ficou com os teclados.
A banda faz dois shows no Brasil: 25 de Setembro na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro e dia 26 de Setembro na Via Funchal, em São Paulo. Além disso, a banda participou do VMB (Video Music Brasil), premiação musical da MTV.

No dia 9 de Janeiro de 2008 uma notícia surpreende todos os fãs: Twiggy está de volta! e Tim Skold sai da banda, mas sem descartar colaborações futuras.
Rob Holliday passa a ser o guitarrista e Twiggy fica no baixo, como foi desde 1994 quando entrou na banda.

Em Maio de 2009 sai o "The High End of Low", o primeiro álbum de Manson e Twiggy após sete anos separados. O álbum também é considerado autobiográfico e um dos temas principais é o valor da "perda." Manson diz que isso foi devido ao tempo que ele ficou totalmente sozinho em sua casa - e também pelo término do namoro com Evan -, de Novembro até 5 de Janeiro, dia de seu aniversário e também quando o CD foi finalizado. A produção contou com Chris Vrenna, Twiggy e o próprio Manson, além da colaboração de Sean Beavan na parte da mixagem.
Rob Holliday deixou a banda. Por um curto espaço de tempo, o guitarrista Wes Borland fez parte da banda, mas decidiu voltar para o Limp Bizkit. Então, para a turnê foi chamado o guitarrista/baixista Andy Gerold, que assume o baixo e, pela primeira vez, Twiggy se encarrega da guitarra ao vivo.

No final de 2009, Manson e Evan reatam o relacionamento e no começo de 2010 é anunciado que os dois estão noivos.
Ainda no final de 2009 é anunciado que a banda não faz mais parte da gravadora Interscope (Universal Music).

Em Agosto de 2010 Manson e Evan terminam o noivado.

Atualmente Manson e banda estão estúdio preparando o novo álbum, que foi descrito até agora como "muito pesado". Fred Sablan é anunciado como o novo baixista e também está participando das gravações. No final de 2010 é anunciada a nova gravadora que a banda fará parte: A britânica Cooking Vinyl. É uma gravadora independente que dá toda a liberdade de criação para os músicos. Ginger Fish deixou a banda em Fevereiro de 2011 e ainda não é sabido quem assumirá as baquetas.

No dia 28 de Agosto de 2011, Manson lançou um vídeo intitulado "Born Villain", que, segundo ele mesmo descreve no site oficial, é uma espécie de trailer para o novo disco, que também chamará "Born Villain".

Em Novembro de 2011, Chris Vrenna anuncia que está deixando a banda para se concentrar em outros trabalhos, incluindo o Tweaker, seu projeto paralelo. Chris foi um dos produtores do Born Villain.
Em Janeiro de 2012, Jason Sutter é anunciado como o novo baterista, substituindo Ginger Fish.

A banda fez alguns shows pela Oceania e Ásia no começo de 2012, antes do lançamento do Born Villain, que aconteceu no dia 1º de Maio. Disco esse que Manson considera como sua 'volta', após fases conturbadas em que passou entre os anos de 2007 e 2009. O disco foi bem recebido pelo público e crítica.

Atualmente a banda está com a turnê Hey, Cruel World, divulgando o novo trabalho.











20.07 @ Budapest Open Air
21.07 @ Metal Hammer Festival
22.07 @ Junge Garde
24.07 @ Metaldays 2017
25.07 @ Rock in Roma
26.07 @ Villafranca Castle
28.07 @ QStock 2017
31.07 @ Stadium Live
02.08 @ Sport Palace
04.08 @ aken Open Air
[ ver mais ]

Marilyn Manson - Prêmio de Ícone pela Alternative Press (2016) Third Day of a Seven Day BingeThe Mephistopheles of Los AngelesManson fala sobre o ”The Pale Emperor” (2015)Manson dá suas impressões sobre o Natal (2014) Deep Six


ver +

facebook.com/marilynmanson
marilynmanson.com
twitter.com/marilynmanson


2008 - 2017 ® Marilyn Manson Brasil | Todos os Direitos Reservados