O site MansonWiki.com fez uma entrevista exclusiva com o cineasta e fotógrafo Anthony Silva, que está trabalhando com o Manson no filme "Phantasmagoria: The Visions of Lewis Carroll." Confira a entrevista completa abaixo:

Tony Silva fala com o MansonWiki em relação ao seu envolvimento com Marilyn Manson, projetos futuros e o mal entendido sobre o recente vazamento do trailer promocional de Phantasmagoria e o atual status do filme.


Acho que muitas pessoas ficariam surpresas em perceber que você é o homem por trás das lentes de algumas das imagens mais notórias do Manson na era Eat Me, Drink Me, especificamente a infame foto da reunião de Manson e Twiggy. Qual outro trabalho no catálogo do Manson você é creditado?

Há várias fotos dentro do próprio encarte do "Eat Me, Drink Me" - a foto da Evan para "Putting Holes in Happiness" e o Manson coberto de sangue para a "Mutilation is the Most Sincere Form of Flattery," bem como a contracapa com a Evan pronta para ser esfaqueada. Eu estava selecionando através de algumas outras fotos tiradas durante aquela sessão, na verdade, e há algumas ótimas fotos que ninguém viu ainda. Planejo colocar algumas delas juntas para uma pequena amostra no futuro.

Também desenvolvi e montei as projeções que aparecem na turnê Rape of the World. Meu exemplar favorito, que infelizmente só foi visto algumas vezes devido a dificuldades técnicas, era o da "You and Me and the Devil Makes 3," onde os lábios flutuantes do Manson - a la Gato Cheshire que encontra o Rocky Horror - cantava a letra da música em sincronia com a performance.

Também estive documentando em várias turnês Europeias com o Manson e tenho uma grande quantidade de fotos e vídeos que tirei, ambos no palco e fora, que esperançosamente virará um Blu-ray.
 

Enquanto seu nome tem sido ligado ao Marilyn Manson por algum tempo já, muita coisa não é conhecida sobre Tony Silva. Você poderia nos dar uma pequena compreensão de quem você é e o que você faz?

Sem revelar o mago por trás da cortina? Sou um cineasta e artista visual e vivo atualmente em Los Angeles. Tenho vários curta-metragens vencedores de prêmios que correram em circuitos de festivais, mais notavelmente "Animal Machanique" e "Anomalous Humanite." Minha estética visual tende a estar no lado mais obscuro, com influências que incluem Roman Polanski, David Lynch, e Jan Svankmajer. A maioria dos meus trabalhos antigos envolvem elementos de animação em stop-motion utilizando pessoas ao invés de marionetes.

Ao longo de vários anos passados eu tenho expandido na fotografia e escrita também, e tenho trabalhado com outros artistas, incluindo Manson, Andy Dick e Clive Barker.


Seu primeiro contato com o Marilyn Manson foi durante a turnê Against All Gods, como foi isso?

Completamente por acaso, na verdade. Foi um daqueles exemplos onde as estrelas deviam estar alinhadas ou algo assim.

Tinha uma amiga que estava trabalhando para a empresa de gerenciamento da Dita (ainda está), então pensei que daria a ela um DVD com meus curtas para dar à Dita. Até hoje não sei se a Dita já os assistiu. Pule para vários meses depois. Recebo uma ligação no meu celular às 4:00am. Estou dormindo. Secretária Eletrônica: "A mensagem é vaga. O ligador não deixa seu número, nem seu nome -- disse que ligaria de novo amanhã."

Eu reconheço a voz e acho que é uma piada.

Noite seguinte, não vou dormir; é a hora do lobo. 4:00am novamente -- outra ligação.

- É o Tony?
- Sim
- Aqui é o Marilyn Manson. Vi seu DVD.

Conversamos por duas horas sobre arte e filme e ele me visitou para discutir alguns projetos -- um dos quais mais tarde tornaria-se o "Phantasmagoria." Em minha primeira visita conheci Rudy Coby, que mais tarde descobri que foi um dos responsáveis por me rastrear.

Nos tornamos amigos desde então.


Sabemos que você é um roteirista do "Phantasmagoria," há algumas outras responsabilidades que você planejou se comprometer para a produção do filme?

É realmente muito cedo para dizer qual será exatamente meu papel, mas eu definitivamente estarei envolvido na produção do filme de alguma forma. Em um certo ponto eu fui escalado para co-dirigir, e possivelmente editar segmentos do filme, mas isso é tudo que temos para discussão.


Como um roteirista do filme, você poderia descrever que tipo de pesquisa foi feita no Lewis Carroll?

Uma incrível quantidade de pesquisa foi feita para escrever esse filme. Há o óbvio -- Lewis Carroll. Mas quem realmente foi Lewis Carroll? Ele era Charles Dodgson: autor, fotógrafo, matemático, inventor, Angelican Deacon. Debaixo da superfície, entretanto, Carroll viveu uma vida voltada de culpa e pecado, incapaz de achar a verdadeira felicidade em sua própria vida.

Lemos os diários de Carroll, quatro dos quais estão faltando, alguns que ocorrem na época de seu envolvimento com a família de Alice Liddell. Estudamos biografias, artigos de jornal/reviews escritas durante a época de Carroll, inquéritos históricos, religiosos e culturais.

Fizemos um grande negócio de pesquisa sobre as fotografias da época, das próprias câmeras até o processo da formação da fotograia. Tivemos uma oportunidade única de estudar várias das fotos do Carroll na coleção privada do Museu Getty e ficamos aptos a compará-las ao seus trabalhos contemporâneos no campo e como esse método dele de retrato diferiu-se dos outros. Estudamos as práticas médicas da época, já que Carroll passou grandes turnos de doenças ao longo de sua vida.

Escrevíamos principalmente à noite, que corresponde diretamente às visões de Carroll no filme. Como ele, eu também comecei a ter uma dupla personalidade, onde eu vivia duas vidas diferentes com muito pouco sono. Eu era um editor televisivo de dia e artista/escritor à noite -- lutando para balancear esses dois mundos distintos.


Recentemente houve muita controvérsia diante do vazamento não-autorizado do trailer promocional do "Phasntasmagoria" feito pela Revel Studios. Qual - se é que teve - foi o envolvimento deles com o filme e como eles ficaram em possessão do trailer?

Quando fiquei sabendo que o teaser havia vazado, aquilo me matou. Não tinha percebido o quão rápido algo desse tipo se espalha online e dentro de horas estava em todos os lugares e não havia nada que eu pudesse fazer.

A Revel Studios na verdade não teve envolvimento na produção do teaser promocional. Foi dito que foi acidental pelo partido em questão, e não sei muito mais que isso. O que me incomoda sobre o vazamento foi a falta do devido crédito àqueles envolvidos na produção, que mais tarde endereçaram ao Manson.

Gostaria de deixar claro no entanto, que esse foi um teaser promocional para investidores do filme e não era para o público geral. Foi originalmente apresentado com o real script, então é muito fácil pegar algumas das imagens que você viu fora do contexto.

Tenho uma versão alternativa do teaser com o foco maior na Alice, que será lançado a algum ponto.


Esse problema já está resolvido?

Ainda está pendente. Sem comentários.


Há muito debate entre os fãs de Manson sobre se esse projeto irá ou não adiante. Você pode nos dar qualquer luz sobre o status do projeto?

O projeto ainda está ativo. O que as pessoas não percebem às vezes é que a indústria dos filmes é bem diferente da indústria musical. Não é raro para os filmes serem atrasados e re-lançados várias vezes. Há roteiro, horário dos atores, greves sindicais. Isso, junto com o clima econômico que estamos lidando hoje em dia, faz disso um desafio ainda maior. Eu conheço vários escritores e diretores maravilhosos que têm projetos em espera agora, projetos que foram atrasados sem uma boa razão. Pode ser incrivelmente frustrante às vezes, mas a boa notícia é que o projeto não está morto.


Você acredita que a quebra no foco do filme irá mudar a versão inicial de alguma forma, que seja na perspectiva ou técnica?

Acho que cada vez que você tira um tempo da arte seu foco muda, você ganha nova perspectiva. Às vezes como um artista, você fica muito perto do material que você criou e torna extremamente difícil "matar seus bebês." Você fica apaixonado como cenas específicas e diálogos, mesmo que eles não tenham nada na progressão do filme. Nesse aspecto, sim, o script pode mudar um pouco. Entretanto, nossa visão do filme sempre tem sido muito forte e continuará intransigente.


Há algum outro projeto que você está trabalhando atualmente?

Tive pesquisando muito para o próximo filme que estou escrevendo, que é baseado na curta história "Scabe-Goats" de Clive Barker e é algo que eu mesmo dirigirei.

Também vou dirigir um documentário nesse Outono no making-of de um novo filme intitulado "Sick Nick", que foi escrito e vai ser dirigido pelo meu grande amigo, Mark Pavia, que escreveu e dirigiu "Voo Noturno" de Stephen King.

Há algumas sessões de fotos e exemplares de artes que estou no estágio de planejamento e será finalizado nesse verão. No mais, Rudy Coby e eu temos algumas surpresas nas mangas.


Já vimos algumas fotos do Manson tiradas pelo Perou dessa nova era. Veremos algum do seu trabalho no próximo lançamento?

Algumas semanas atrás eu tirei algumas fotos do Manson como o "Mágico do Mal" para o Experimento do Rudy Coby no Magic Castle em Hollywood -- que foi um show incrível, devo dizer -- e falamos sobre tirar algumas novas fotos e gravar mais vídeos muito em breve.

Manson adicionou a foto de um novo quadro no álbum My Projects. Veja:

Manson postou uma foto no MySpace e também dois comentários referentes ao vídeo da "WOW" que ele colocou ontem, tanto no Facebook como no MySpace. Veja:

Marilyn Manson: É o mesmo pra trás e pra frente. Mas o vídeo é você. Essa é simplesmente uma produção-tortura usada para ajudar a desbloquear sua impaciência.

Marilyn Manson: Filme com produção-orientação-tortura criado em um tempo muito diferente. Primeiramente usado para escrever a música "WOW", cerca de 2008, aproximadamente às 11AM.
Dirigido por MM
Sujeitos ao teste: Evan Rachel Wood, Twiggy Ramirez, Chris Vrenna, Rudy Coby, Você.

Manson postou no MySpace o vídeo da música "WOW", assim como ele já havia postado um screenshot do vídeo em seu Facebook. Assista abaixo:





Manson postou uma foto no Facebook  e no MySpace caracterizado de Salvador Dalí e ainda postou um comentário. Veja:

  

Marilyn Manson: Parabéns, Dali!

página: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 | 252 | 253 | 254 | 255 | 256 | 257 | 258 | 259 | 260 | 261 | 262 | 263 | 264 | 265 | 266 | 267 | 268 | 269 | 270 | 271 | 272 | 273 | 274 | 275 | 276 |









10.01 @ Van Buren
12.01 @ House of Blues
13.01 @ House of Blues
16.01 @ Fox Theatre
19.01 @ The Complex
20.01 @ Fillmore
23.01 @ Aztec Theatre
24.01 @ House of Blues
26.01 @ Shrine Mosque
27.01 @ Brady Theatre
[ ver mais ]

KILL4MESAY10We Know Where You Fucking LiveMarilyn Manson - Prêmio de Ícone pela Alternative Press (2016) Third Day of a Seven Day BingeThe Mephistopheles of Los Angeles


ver +

facebook.com/marilynmanson
marilynmanson.com
twitter.com/marilynmanson


2008 - 2017 ® Marilyn Manson Brasil | Todos os Direitos Reservados